Quarta-feira, 18 de Maio de 2022
Telefone: 5433321488
Whatsapp: 54991778411
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Ao Vivo:
Educação

Resultados do Enem 2021 serão divulgados em fevereiro

Resultados do Enem 2021 serão divulgados em fevereiro
Foto: shutterstock.
27.01.2022 10h43  /  Postado por: Grupo Ceres

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgará os resultados finais do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 no dia 11 de fevereiro. O participante poderá conferir seu desempenho por meio da Página do Participante. Já as notas dos “treineiros” – estudantes que realizaram as provas para testar conhecimentos – serão publicadas 60 dias após a divulgação dos resultados do exame.

O Enem 2021 foi aplicado pelo Inep nos dias 21 e 28 de novembro. A reaplicação do exame ocorreu nos dias 9 e 16 de janeiro de 2022 e foi direcionada ao participante que teve problemas logísticos no dia da aplicação regular do exame e para aqueles que apresentaram sintomas ou diagnóstico de doenças infectocontagiosas na véspera ou no dia da prova, conforme previsto em edital. Nas mesmas datas, também foram aplicadas as provas para os participantes isentos da taxa de inscrição que faltaram ao Enem 2020, que se inscreveram para a edição de 2021 após nova oportunidade, e para Pessoas Privadas de Liberdade ou sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL).

Com as notas do Enem, os participantes podem buscar acesso aos programas do Ministério da Educação (MEC), como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), o Programa Universidade para Todos (ProUni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Enem Portugal – Outra forma de utilizar as notas do exame é nos processos seletivos de instituições de educação portuguesas. Atualmente, mais de 50 universidades, institutos politécnicos e escolas superiores têm acordo interinstitucional com o Inep, que garante acesso facilitado às notas dos estudantes brasileiros interessados em cursos de graduação em Portugal.

Nesse programa, cada instituição define as regras e os pesos para uso das notas. Os acordos não envolvem transferência de recursos e não preveem financiamento estudantil pelo governo brasileiro.

A revalidação de diplomas e o exercício profissional no Brasil dos estudantes formados em Portugal estão sujeitos à legislação brasileira. Essas regras devem ser comunicadas ao estudante admitido pelas instituições de ensino superior portuguesas
participantes do convênio.

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do Inep

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.