Segunda-feira, 18 de Outubro de 2021
Telefone: 5433321488
Whatsapp: 54991778411
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Ao Vivo:
Economia

Aneel autoriza reajuste de contas de luz para 120 mil clientes de cinco distribuidoras gaúchas

Aneel autoriza reajuste de contas de luz para 120 mil clientes de cinco distribuidoras gaúchas
20.07.2021 15h42  /  Postado por: Rádio Ceres

Cinco distribuidoras de energia elétrica do Rio Grande do Sul terão reajustes nos valores cobrados após decisão da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica). Serão afetados 120 mil consumidores de empresas que atuam entre o Norte e Noroeste do Estado. As duas maiores distribuidoras de energia do Estado, a CEEE e a RGE não tiveram alterações nos valores cobrados.

Conforme a Aneel, os valores passam a ser cobrados a partir de 22 de julho. O reajuste é válido para a Eletrocar (Centrais Elétricas de Carazinho), Hidropan Distribuição de Energia, Mux Energia, Nova Palma Energia e DEMEI (Departamento Municipal de Energia de Ijuí).

A Eletrocar, que atende 38,4 mil unidades consumidores em Carazinho, Selbach e Colorado.  terá o reajuste médio da tarifa em 4,24%. Os 18 mil concessionários da Hidropan terão reajuste médio de 6,45%. A concessionária atende o município de Panambi.

Os consumidores da Mux terão as tarifas reajustadas em média em 8,93%. A concessionária atende 11,9 mil unidades no município de Tapejara. Já para os 16,3 mil consumidores da Nova Palma terão a tarifa reajustada em média e, 5,59%. A Nova Palma atende consumidores do município de Faxinal do Soturno.

Já o Demei (Departamento Municipal de Energia), de Ijuí, que atende 35,3 mil unidades consumidoras, terá 8,24% de efeito médio de reajuste na tarifa.

A Aneel disse ainda que tomou um conjunto de ações para evitar que o reajuste nas tarifas da Eletrocar, Hidropan, Mux Energia e Nova Palma fosse maior. “As empresas Eletrocar e Hidropan tiveram seus índices tarifários atenuados pela reversão do empréstimo da conta-covid, já a revisão da Mux Energia foi amenizada pelo uso de créditos de PIS/Cofins. No caso da Nova Palma, foram quatro ações de redução que juntas totalizaram impacto do reajuste”, disse a agência.

Fonte: Site Agora RS.

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.