Segunda-feira, 24 de Janeiro de 2022
Telefone: 5433321488
Whatsapp: 54991778411
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Ao Vivo:
Notícias

Comitê de enfrentamento reforça importância de cuidados com a pandemia no RS

Documento celebra avanço da vacinação, mas alerta para variante Delta, cobrando uso de máscaras e distanciamento social
Comitê de enfrentamento reforça importância de cuidados com a pandemia no RS
17.07.2021 07h28  /  Postado por: Grupo Ceres

O comitê científico de apoio ao enfrentamento à Covid-19 no Rio Grande do Sul voltou a frisar a importância de cuidados durante a pandemia de coronavírus. Apesar do avanço da vacinação, com redução de casos graves e óbitos, ainda é necessário manter a atenção, de acordo com o órgão. A nota, publicada nesta sexta-feira, alerta para o avanço da variante Delta no mundo, que deve se tornar predominante. Nesta sexta, a Fiocruz alertou, inclusive, para a interrupção na queda dos casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) em Porto Alegre, que passa a registrar tendência de crescimento.

O documento do governo do Estado enfatiza, ainda, que o avanço da vacinação não é suficiente para interromper a transmissão do vírus. O texto pede que se mantenham os cuidados, como o distanciamento social e o uso de máscaras de proteção.

A nota é emitida no mesmo dia em que a Prefeitura de Porto Alegre publicou um decreto flexibilizando significativamente os protocolos sanitários para o transporte público, hotéis, restaurantes, clubes, academias, casas de eventos e feiras, entre outros setores, sob a justificativa de que há um cenário epidemiológico mais favorável.

As flexibilizações ocorrem apesar de, após adquirir velocidade, no início do mês, a vacinação na Capital voltado a “estacionar” desde a sexta-feira passada, baixando apenas dois anos em oito dias.

O Rio Grande do Sul já vacinou mais de 5,5 milhões de pessoas com ao menos a primeira dose. O esquema vacinal completo representa mais de 2,4 milhões de pessoas. O RS registrou mais de 2,3 mil casos de Covid-19 nas últimas 24h. No período, foram 79 mortes. Mais de 32,5 mil pessoas sucumbiram à doença, em cidades gaúchas, desde o início da pandemia.

Fonte: Guaíba

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.