Segunda-feira, 26 de Julho de 2021
Telefone: 5433321488
Whatsapp: 54991778411
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
No ar: SHOW DA CIDADE
Ao Vivo: SHOW DA CIDADE
Economia

Preço médio do gás de cozinha tem aumento observado em Não-Me-Toque

Preço médio do gás de cozinha tem aumento observado em Não-Me-Toque
Trabalhador movimenta botijões de gás de cozinha em distribuidora em São Paulo (SP) 02/05/2006 REUTERS/Caetano Barreira
17.06.2021 09h13  /  Postado por: Rádio Ceres

O Gás de cozinha com aumento atinge maior preço em 2021. Entre os dias 6 e 12 de junho, preço médio do botijão subiu para R$ 85,63. O maior preço do produto foi registrado na região Centro-Oeste, onde consumidores chegaram a pagar R$ 125 por um botijão.

Os consumidores devem se preparar ainda mais para lidar com o aumento. Isso porque o novo preço médio para o botijão nas refinarias é de R$ 44,20.

Vale lembrar que, até chegar às casas dos brasileiros, este valor aumenta porque são somadas as fatias da distribuição e revenda, equivalente à 35,6%, e dos impostos estaduais (ICMS), que incidem em cerca de 14%.

Em Não-Me-Toque, a reportagem do Grupo Ceres consultou dois depósitos de gás. Em uma empresa com valor reajustado está sendo vendido R$ 86,00 botijão e R$ 92,00 com serviço de entrega. Em outra empresa, de acordo com o empresário Leandro dos Santos, os aumentos previstos serão de R$ 3,00 passando a cobrar dos clientes R$ 91,00 com entrega e R$ 85,00 a venda do botijão no local.

Ele argumenta os impactos do aumento no setor e no comportamento das pessoas frente a esta despesa. Ouça:

Após uma série de aumentos, o empresário pontua que o maior imposto a ser pago é o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação). Ouça:

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.