Sexta-feira, 25 de Setembro de 2020
Curta nossa página no Facebook:
Clique para Ouvir
Parcialmente nublado
28°
13°
14°C
Não-Me-Toque/RS
Parcialmente nublado
No ar: ÔH DE CASA
Ao Vivo: ÔH DE CASA
Esportes

Com um a menos durante quase todo o jogo, Goiás vence o líder Inter e deixa a lanterna

Esmeraldino tem Jefferson expulso aos 3 do 1º tempo, mas arranca vitória por 1 a 0 neste domingo, no Serrinha, pela 10ª rodada
Com um a menos durante quase todo o jogo, Goiás vence o líder Inter e deixa a lanterna
Foto: Ricardo Duarte/Divulgação Inter
14.09.2020 08h46  /  Postado por: Rádio Ceres

O líder do campeonato enfrentava o lanterna com um jogador expulso no primeiro lance da partida. Se você tentar adivinhar o placar, provavelmente vai errar. Neste domingo, o Goiás viu Jefferson receber um cartão vermelho logo aos 3 minutos de partida. Mas foi valente e tirou forças da adversidade para vencer o Inter por 1 a 0, no Serrinha, pela 10ª rodada do Brasileirão. Vinícius marcou o gol da vitória e de uma atuação de entrega do Esmeraldino para segurar os três pontos.

Na tabela

Com a vitória, o Goiás deixa a lanterna do Brasileirão: chega a oito pontos e ocupa a 18ª colocação, com dois jogos a menos. O Inter segue na liderança, com 20 pontos.

Agenda

O Goiás volta a campo apenas no próximo dia 27, às 18h15, quando enfrenta o Ceará no Castelão, pela 12ª rodada do Brasileirão. O líder do campeonato, por sua vez, volta seu foco para a Libertadores.

Na próxima quarta-feira, às 19h15, o Inter recebe o América de Cali no Beira-Rio pela 3ª rodada da fase de grupos. Pelo Nacional, o próximo compromisso está marcado para o sábado, às 19h, contra o Fortaleza no Castelão, pela 11ª rodada.

Primeiro tempo

Pode uma equipe com um a mais desde os 3 minutos e com 74% de posse de bola mal ameaçar a meta adversária e ainda ser vazada na defesa? O Inter mostrou que sim, isto é possível. O lateral-esquerdo Jefferson foi expulso logo no primeiro lance da partida, após uma entrada muito dura em Marcos Guilherme – que deixou o campo direto para o hospital.

Em vantagem numérica, o Inter ficou com a bola, mas sem a agressividade tão pretendida por Eduardo Coudet. A equipe finalizou apenas quatro vezes. Na melhor delas, Abel Hernández perdeu dentro da pequena área. E o Goiás disse: muito obrigado. Aos 43, Vinícius aproveitou sobra de cobrança de falta e finalizou na entrada da área. Marcelo Lomba falhou, e a bola se aninhou mansamente nas redes.

Segundo tempo

Foram 45 minutos de um time só no Serrinha. Ou de ataque contra defesa, como queiram. Com um a mais, o Inter atuou o tempo inteiro no campo do Goiás e pressionou pelo empate. Mas de forma desorganizada, com muita bola aérea e poucas construções pelo chão. Em um dos cruzamentos, Abel Hernández recebeu na pequena área, mas finalizou para o lado. O mesmo Hernández marcou, após assistência de Thiago Galhardo, que dominou em impedimento na origem do lance.

Do outro lado, o Esmeraldino se defendeu com unhas, dentes e muitos chutões até o último instante para garantir a vitória. Não é força de expressão. No lance derradeiro, Tadeu salvou em cima da linha.

Estrela de um lado…

Vinícius fez o gol da vitória do Goiás nos minutos finais do primeiro tempo. E graças a uma ajudinha de Marcelo Lomba. O atacante aproveitou um bate e rebate na entrada da área após cobrança de falta e finalizou no cantinho, sem muita força. O goleiro caiu para fazer a defesa, tocou a bola, mas deixou ela passar para se aninhar de mansinho nas redes.

…”Zica” do outro
Abel Hernández fez sua primeira partida como titular do Inter neste domingo. Mas a estreia despertará apenas más lembranças para o uruguaio. Além da derrota, o atacante perdeu três chances dentro da pequena área. A última delas, já nos acreéscimos, após sobra em cobrança de escanteio, com o goleiro caído. E na vez em que botou a bola para as redes, o gol foi anulado. Thiago Galhardo estava impedido na origem do lance.
Mal entrou e já foi

Jefferson sequer teve tempo de “entrar” no jogo. Logo no primeiro minuto de partida, ele entrou atrasado de carrinho e acertou Marcos Guilherme já sem a bola. O lance havia sido invalidado por impedimento. Mas o árbitro Flávio Rodrigues de Souza consultou o VAR e expulsou o lateral-esquerdo esmeraldino pela violência da entrada. Não fosse o carrinho, daria para dizer que ele sequer sujou o uniforme.

Preocupação

O lateral-esquerdo Jefferson foi expulso, mas quem levou a pior, mesmo, na entrada foi Marcos Guilherme. Devido à pancada, ele foi substituído por Boschilia. E saiu do Serrinha direto para o hospital, para fazer um raio-X no tornozelo direito.

Fonte: Ge

Comente essa notícia
Receba nosso informativo
diretamente em seu e-mail.